Crônica - Bruna Vieira



"Quando um garoto ama de verdade uma garota, ele muda. Deixa de lado todas as outras coisas pra fazer feliz aquela que faz seu coração bater mais rápido.’
Essa foi a primeira frase que li quando acordei hoje cedo. Alguém curtiu ou compartilhou no Facebook. Aliás, tentem, por favor, parar de fazer isso por lá. Às vezes acho que estou no Tumblr ou em algum blog de humor. Não é legal nem engraçado quando todos os seus amigos colocam a mesma coisa por semanas. Recado dado. Agora, voltando ao tema do texto.
Li a tal frase e fiquei pensando nisso por alguns minutos. Será mesmo que o cara realmente precisa deixar de lado todas as outras coisas pra fazer a garota que ama feliz? A frase me parece tão egoísta! Sério que pessoas esperam isso de um relacionamento real? Está errado, gente! Erradíssimo. 
Se tem uma coisa que meus dois últimos namoros me ensinaram, é que o amor não deve nunca se transformar em obrigação. O sentimento, base de qualquer relacionamento, é a parceria. Ninguém pode carregar o outro no colo e deixar todo o resto de lado. Isso sufoca. Se um equilíbrio, todo e qualquer assunto se transforma em briga e pressão. Vai por mim, cobrança exagerada é, na verdade, falta de autoestima camuflada. Experiência própria. 
Aprendemos desde cedo como nos virar sozinhos. Enfrentamos muros e monstros pra poder bater no peito e dizer que somos independentes. Nenhum relacionamento muda isso. Quer dizer, não nascemos de novo quando conhecemos alguém. Podemos até descobrir uma nova maneira de ver a vida, mais feliz e alegre, ou, sei lá, amadurecer e nos tornar adultos de verdade, mas isso não é motivo nem justificativa pra fazer do cara a última molécula de oxigênio do planeta. E mesmo se fosse. Ela não seria só sua. 
Se a garota já começa querendo que o cara mude completamente, quer dizer que ele não é o cara certo. Em que séculos estamos? Foi-se o tempo em que os relacionamentos que dão certo eram apenas aqueles cheios de sacrifícios e promessas. Não deixar o cara viajar com a família, passar a tarde toda jogando ou às vezes sozinho com os amigos é como levantar uma plaquinha com as palavras: “Termina comigo? Sou um saco!”
Anota aí na última folha da agenda: sempre existirão outras coisas, outras pessoas, outros lugares neste mundo. O segredo é deixar ele descobrir tudo isso sozinho e ainda assim preferir você."

2 comentários

  1. Que Liindo adooreei Neerd. Bjjs.*--*

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Mariana *-*' Fique a vontade ;**'

    ResponderExcluir

Topo